Portal da Cidade Douradina

DESTINO

Casal se reencontra em lar para idosos após 48 anos e se casa

Os dois eram moradores de Cruzeiro do Oeste e se reencontraram décadas depois em Itapetininga (SP), onde se casaram

Postado em 02/04/2018 às 14:00 |

Adail, de 62 anos, conta que conheceu Bonifácio, que atualmente tem 86 anos, quando tinha apenas 14 anos. (Foto: Lucas Cerejo/ TV TEM)

Há quem diga que amores verdadeiros sempre se encontram, não importa o tempo ou a distância. Porém, já pensou reencontrar sua namorada 48 anos depois, justamente em um lar de repouso? Essa é a história de Adail de Souza e Bonifácio Gonçalves Farias, que se conheceram em Cruzeiro do Oeste (a 26 quilômetros de Umuarama), mas tiveram o namoro proibido pelos pais. O destino, porém, foi generoso: os idosos se casaram no último dia 23 de março.

Adail, de 62 anos, conta que conheceu Bonifácio, que atualmente tem 86 anos, quando tinha apenas 14 anos, e morava em Cruzeiro do Oeste. Como o rapaz era quase 25 anos mais velho, a família se opôs ao relacionamento. Bonifácio se mudou para outra cidade e, desde então, nunca mais viu a amada. O aposentado confessou que procurou a mulher durante anos em diferentes cidades, mas nunca mais conseguiu reencontra-la.

A vida seguiu seu curso e Adail casou-se, teve três filhos e viveu com seu marido até a morte dele, quando decidiu morar com a irmã. Depois, mudou-se para a casa de repouso Lar Vicente de Paulo, em Itapetininga (SP), onde está há cerca de 10 anos. Destino parecido teve Bonifácio, que também se casou e teve um filho com a sua falecida esposa. Ele chegou no lar há dois anos, mas só no ano passado encontrou a amada, sentada em um dos bancos. Ele tentou uma reaproximação e logo começaram a namorar novamente.

A cerimônia teve o auxílio de funcionários da casa de repouso. Comovidos com a história, vários simpatizantes também decidiram contribuir com o casamento, que contou com igreja decorada, buquê, marcha nupcial e muita emoção.“Consegui realizar o que mais queria, que era casar com o homem da minha vida. Me senti uma rainha em direção ao meu rei”, contou.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas