Portal da Cidade Douradina

Exército apoia fiscalização na fronteira com base em Altônia

Militares patrulham e inspecionam os principais rios e estradas da região fronteiriça

Postado em 20/11/2017 às 16:07

Com o objetivo de promover a integração de esforços entre os órgãos federais, estaduais e municipais na atuação contra ilícitos transfronteiriços e ambientais, a 5ª Divisão de Exército (5ª DE) iniciou nesta segunda-feira (20) a Operação Ágata, conduzindo atividades militares preventivas e repressivas na faixa de fronteira, entre os municípios de Itapiranga (SC) e Caracol (MS).

A Operação Ágata 2017 conta com a participação dos Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF) federais e dos Estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, totalizando mais de 3.300 participantes atuando em uma faixa de aproximadamente mil quilômetros por 150 quilômetros de largura na fronteira brasileira.

As principais atribuições da Operação são o patrulhamento e inspeções nos principais rios e estradas que dão acesso ao país, inclusive com emprego de aeronaves. Para isso a 5ª Divisão emprega a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, com sede em Dourados (MS), para atuar na fronteira centro-oeste, a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, sediada em Cascavel (PR), para atuar no oeste paranaense e a 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, com sede destacada em São Miguel do Oeste (SC), para fazer frente na fronteira de Santa Catarina.

Nossa região

Atua também no Paraná, fiscalizando a fronteira na região Noroeste, o 30º Batalhão de Infantaria Motorizada de Apucarana. A 5ª DE confirmou para o Portal da Cidade Umuarama que 130 homens do Exército Brasileiro estão em Altônia. Os soldados estão alojados no Ginásio de Esportes Municipal e na sede da Guarda Municipal, de onde será coordenada a operação especial.

Fonte:

Deixe seu comentário