Portal da Cidade Douradina

Região

Mergulhadores fazem trabalho de limpeza do leito do Rio Paraná

Ação foi realizada por 50 profissionais, que retiraram lixo produzido por banhistas e pescadores.

Postado em 28/12/2017 às 18:47 | Atualizado hoje às 17:34

Trabalho de coleta do lixo foi realizado por voluntários (Foto: Reprodução/RPC)

Um grupo de 50 mergulhadores realizou uma ação para limpar parte do leito do Rio Paraná. A ação, que contou com a ajuda de entidades públicas, retirou parte da sujeira das águas do rio, que é o segundo maior em extensão na América do Sul.

O trabalho foi acompanhado por instituições públicas, como o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Os mergulhadores retiraram lixo produzido por banhistas e também por pescadores da região.

Dentre os itens retirados estavam guarda-sóis, pedaços de chumbo usados para a pesca, redes de pescaria, pneus, entre outros. Tudo isso só em um ponto que deveria ser de preservação permanente.

"Um rio tão bonito, com uma água transparente. Mas a gente tinha que cuidar mais, cara. A gente que está andando com embarcação por aí, não devia deixar cair sacola, latinha, esse tipo de coisa", diz o mergulhador Jonisberto Serrano.

Já o instrutor de mergulho Fábio Alves Santana diz que o trabalho ajudou a descobrir mais do que a apenas sujeira no rio. "A gente começa, com os mergulhos, a identificar que existe muita pesca ilegal, muita rede onde não é permitida essa pesca e muita gente praticando isso na época do defeso, o que é pior ainda", conta.

O trabalho de limpeza é o início de um projeto que pretende promover o turismo sustentável na região do Rio Paraná. "Ele [o trabalho] é importante para a biodiversidade, porque você protege a fauna aquática. Ele é importante no sentido do turismo, porque você promove essa atividade. E ele é importante no sentido do voluntariado, no sentido de as pessoas estarem engajadas na conservação do rio", acredita o chefe da Área de Proteção Ambiental do Rio Paraná, Erick Xavier.

Para a bióloga Natália Santana, a limpeza do rio é importante para garantir não só a qualidade de vida da fauna do rio, mas também de quem precisa dele para sobreviver.

"Tudo o que está ali de lixo, os peixes podem acabar ingerindo, a princípio, e indo parar diretamente no seu estômago. É importante ter cuidado, é importante fazer a retirada desse material, é importante cada um aproveitar o ambiente, mas tomar cuidado, pois o lixo que você está produzindo vai gerar um impacto futuro", explica a bióloga.


Fonte: G1 Paraná

Deixe seu comentário