Portal da Cidade Douradina

Douradina
38 anos

História de Douradina - PR

Nos Anos 50, surgiu no Noroeste do Estado do Paraná, na Gleba 8 Comarca de Peabirú, hoje Comarca de Umuarama, um novo povoado com a vinda de Antônio Lustosa de Freitas, a família e 22 peões para residir como capataz  em uma área de florestas a pedido de seu tio, Deputado Antônio Lustosa de Oliveira, que tinha 2 mil alqueires de terra que adquiriu através da permuta feita com o Governo do Estado.

Em seguida, outras famílias chegaram à região: Salvador Lopes Gomes, João Vieira do Prado, Francisco S. Barroso, Mário Issahó, Eduardo Ribeiro de Oliveira, João Corsine, Anacleto Romero, Benedito Pasciente, Antonio Ramalho, Sanches do Lago, Bélgico Antonio Maragno, Tiburcio, Chimada, Bucioli, Sebastião Clemente, João Azur, Euclides João Leite, José Domingos, Bessegato, Oliver, Cazuza e outros.

Salvador Lopes Gomes, ex-vereador de Maringá, nos anos 1950, havia adquirido as terras através de empréstimo bancário em Curitiba. Salvador, falecido em 1996 chegou às terras por via fluvial, num bote pelo Rio Paraná. A seguir, entrou pelo Rio Ivaí e fez três dias de caminhada pela mata até localizar o marco dos primeiros mil alqueires que adquiriu. Nesta época, Lustosa já tinha suas terras ao lado onde apareceram os primeiros indígenas a procura de alimento. 

Salvador começou a abrir a primeira estrada, vindo de Umuarama, um trabalho árduo, pois foi necessária a construção de quatro pontes de madeira. Ele demarcou os mil alqueires em lotes de aproximadamente quinze alqueires para ser vendido aos meeiros da região de Maringá e São Jorge, sendo que o projetista foi o engenheiro Shoju Sato, juntamente com seu filho Cândido Sato e outro jovem conhecido como Vaquizaqui, que fizeram todo levantamento de córregos e espigões. Em seguida, adquiriu mais 1.100 alqueires ao lado do primeiro, onde demarcou os sítios e, na parte alta projetou as ruas e avenidas da cidade, nos 43 alqueires reservados para ela.

O município de Peabiru deu origem ao município de Cruzeiro do Oeste, que por sua vez, deu origem a Maria Helena, da qual surgiu Douradina.

Douradina foi fundada em 17 de janeiro de 1979, através da Lei Estadual 7 107 e foi emancipada politicamente do Município de Maria Helena em 1º de fevereiro de 1983.

A Escolha do Nome da Cidade

Um dos elementos folclóricos da história de Douradina envolve a origem de seu nome. Diz o conto que o nome "Douradina" teria surgido em razão da existência, na época de sua fundação, duas índias, filhas de um grande chefe que habitava a região, cujos nomes eram "Dora" e "Dina", originando o nome da cidade. Porém, a verdadeira origem do nome surgiu em função da empresa colonizadora Serra dos Dourados, responsável por promover a colonização da região. Havia uma dúvida quanto a ser Douradinha ou Douradina, porém Salvador Lopes, proprietário das terras onde se localiza o município de Douradina, optou pelo segundo.