Portal da Cidade Douradina

Tapira

Homem Invade casa de vizinho atrás da esposa e morre com tiro no peito

Crime foi cometido na madrugada desta terça-feira (26) em Tapira.

Postado em 28/12/2017 às 19:55 | Atualizado hoje às 15:44

A arma supostamente usada no crime foi apreendida. (Foto: Ilustrativa)

A Polícia Civil de Cidade Gaúcha acredita que foi em legítima defesa que o morador de Tapira atirou e matou um homem de 25 anos de idade, que teria invadido sua casa, identificado como Ismael Mariano. O fato aconteceu na madrugada do dia (26). 

De acordo com as informações de familiares, a esposa de Ismael Mariano, de 25, já vinha sofrendo agressões por parte do companheiro há alguns anos. Na maioria das ocasiões, ele agia embriagado. Mas na madrugada posterior ao Natal, quando a mulher estava numa festa na casa de vizinhos, o agressor apareceu sem ser convidado,e passou a agredir o dono da casa. 

Segundo informações de moradores das imediações, Mariano estava muito transtornado e já havia invadido outras residências momentos antes, provavelmente realizando buscas à companheira. 

Quando a encontrou, a mesma pediu socorro aos moradores, e foi quando o dono da casa se armou com uma espingarda, dando ordem para que o agressor parasse. Como ele não parou, foi alvejado com um tiro na região frontal do corpo. 

Mariano não resistiu e tombou no corredor da residência. A Polícia Militar foi acionada e assim que chegou ao endereço, isolou a cena do crime para que peritos do Instituto de Criminalística de Umuarama fizessem os levantamentos iniciais. Só então o corpo de Mariano foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi necropsiado e posteriormente liberado para os atos fúnebres. 

O homem morto já contava com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, além de ser acusado de agredir com frequência a esposa que, cansada de ter sido vítima tantas vezes de violência, se escondeu na casa de familiares. 

O caso ainda é investigado pela Polícia Civil de Cidade Gaúcha, que tem 30 dias para concluir o inquérito policial e fazer a denúncia ao Ministério Público. O autor do disparo fugiu, mas deixou a arma no local.

Fonte: Tribuna Hoje

Deixe seu comentário

Mais de portaldacidade.com