Portal da Cidade Douradina

ação policial

Suspeitos de tentativas de homicídio são presos em Douradina

Os mandados de prisão foram cumpridos em Douradina, enquanto os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Umuarama.

Postado em 15/05/2020 às 10:49 |

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Umuarama juntamente com a Polícia Militar de Douradina deflagrou na manhã desta sexta-feira (15) a Operação Procusto, que resultou no cumprimento de três mandados de prisão e três mandados de busca e apreensão. Os mandados de prisão foram cumpridos em Douradina, enquanto os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade de Umuarama.

Dois indivíduos, um de 33 anos e outro de 28 anos, foram presos em Douradina em razão de mandados de prisão temporária. Eles são suspeitos da prática do crime de tentativa de homicídio. A vítima já sofreu cinco tentativas de homicídio por parte dos dois suspeitos presos.

Os crimes foram cometidos entre dezembro de 2019 e março de 2020 em Douradina. Os fatos foram motivados por desentendimentos banais entre autores e vítima. Os crimes sempre são praticados mediante golpes de arma branca (faca, facão, foice) e ocorrem toda vez que autores e vítima se encontram. O homem apresenta diversas lesões corporais resultantes das agressões. Há outras pessoas envolvidas nos fatos e a Polícia Civil também apura o envolvimento e responsabilidade de cada uma delas.

Receptação

Em um caso distinto, um homem de 42 anos foi preso preventivamente também em Douradina. O seu mandado de prisão foi expedido em virtude de uma condenação pelo crime de receptação. O cumprimento do mandado ocorreu na mesma operação (situação descrita acima) apenas por uma questão de logística da Polícia Civil.

Em Umuarama

A Polícia Civil também cumpriu três mandados de busca e apreensão em Umuarama. Os mandados foram expedidos em uma investigação para apurar um crime de furto qualificado à residência, praticado no dia 14 de março, na Zona VII. Apesar das diligências encetadas pela polícia, nada de ilícito foi localizado nas residências alvos das buscas.

Essa investigação também não possui relação com as demais situações já citadas. O cumprimento ocorreu na mesma operação igualmente por um questão de logística.

Procusto

Pela mitologia grega, Procusto era um bandido que esquartejava e torturava viajantes. Simbolicamente seu nome é utilizado para designar a intolerância do ser humano em relação ao seu semelhante. O nome foi escolhido em razão dos motivos que ensejaram o crime de tentativa de homicídio investigado pela polícia, já que as agressões contra a vítima não possuem um motivo específico, mas expressam tão somente um desafeto e uma intolerância entre as partes.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas