Portal da Cidade Douradina

CHUVAS

Douradina e cidades da região registram estragos causados pela chuva

Douradina, Icaraíma, Ivaté, Nova Olímpia e Tapira registraram alagamentos e danos a estradas

Postado em 04/01/2018 às 16:01 | Atualizado hoje às 20:52

Ponte que liga Ivaté ao distrito Jardim do Ivaí se rompe devido a forte chuva. (Foto: Colaboração)

As fortes chuvas dos primeiros dias do ano estão causando estragos em municípios da região.  Douradina, Ivaté, Icaraíma, Nova Olímpia e Tapira registraram pontos de alagamentos que danificaram estradas, ruas e avenidas. Um dos muros do Estádio Municipal foi levado em Nova Olímpia e a Ponte do Rio do índio foi danificada em Ivaté.


Na tarde de ontem (3), a Defesa Civil iniciou uma avaliação dos pontos que foram afetados. De acordo com o coordenador municipal da Defesa Civil de Icaraíma, Idemar Monteiro, as estradas rurais da cidade foram as mais prejudicadas pelo mal tempo. “Após esse volume de chuva, a Estrada Paulista, Estrada da Onça, Estrada Barrada, Estrada Velha para Vila Rica, Estrada Jaborandi foram danificadas. Dá pra passar, mas precariamente”, avalia.  



No perímetro urbano, a força da enxurrada também fez estragos. Bocas de lobo da Avenida Liberdade não foram suficientes para escoar a água e o alagamento causou avarias no asfalto. Num trecho próximo ao Ginásio de Esportes, a água arrancou uma tubulação.


A ponte do Rio Índio, que liga Ivaté ao distrito do Pé de Galinha foi parcialmente interditada, por conta do acúmulo de água e lama. A situação é monitorada pela Defesa Civil.


Em Nova Olímpia, parte do muro de contenção do Estádio Municipal foi destruído pela enxurrada. Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal, Vilson Farina informou que os prejuízos estão sendo analisados e os reparos devem começar com a estiagem.


Em Tapira, a água rompeu a represa da Água do Facão, no distrito de Santa Felicidade e danificou uma estrada rural. A água acumulada sobre a rodovia PR-576, saída para Santa Mônica rompeu parte da pista que está interditada. Coordenador da Defesa Civil, Paulo Vitor Freitas informou que o trajeto está sendo realizado por um desvio. O caminho aumenta apenas dois quilômetros.

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu comentário